10 mulheres poderosas dos games

Sexo frágil? Sensibilidade descontrolada? Dependência de um homem? Não para essas garotas. Elas controlam seu próprio destino, são corajosas, temidas, amadas e odiadas. Confira agora uma lista com 10 personagens femininas dos games que você jamais deve irritar.

  • Samus Aran (Metroid)
Uma das primeiras protagonistas femininas em games
Uma das primeiras protagonistas femininas em games

Samus é a protagonista da saga de games Metroid, da Nintendo. No primeiro jogo da franquia, muitas pessoas acreditavam que Samus era um homem (devido a sua armadura), porém no final do jogo o sexo da heroína é revelado.

Samus é uma sobrevivente, criada pela raça de alienígenas Chozo e enviada a um treinamento especial ainda na infância.

Ela é inspirada em outra grande strong woman do universo sci-fi: Ellen Ripley, da franquia de filmes Alien.

  • Lightning (Final Fantasy)
“Essa jovem solitária não fala muito sobre si - até o seu próprio nome é um mistério. Os outros só a conhecem como Lightning”
“Essa jovem solitária não fala muito sobre si – até o seu próprio nome é um mistério. Os outros só a conhecem como Lightning”

Lightning, cujo o nome verdadeiro é Claire Farron, é a protagonista de Final Fantasy XIII e única personagem de Lightning Returns: Final Fantasy XIII.

Não se engane pela cor rosa algodão doce de seu cabelo, Lightning é uma das personagens mais fortes e determinadas de Final Fantasy. Ela é a segunda protagonista feminina da saga.

Inicialmente, a garota se mostra uma pessoa fria, distante e egoísta, importando-se apenas consigo mesma. Com o tempo, a jovem começa a demonstrar compaixão pelos seus companheiros. Ela é a escolhida pelo deus Bhunivelze para ser a salvadora do mundo.

  • Lara Croft (Tomb Raider)
Sinônimo de poder feminino
Sinônimo de poder feminino

Rica, linda, sexy e perigosa. Essas são 4 palavras essenciais para descrever a protagonista de Tomb Raider. Sua história foi mudando conforme os jogos, mas a Lara citada aqui é a primeira, aquela Lara fria e calculista, que não temia nada.

Não desmerecendo sua versão atual (e mais jovem), afinal, ela não nasceu fodona, ela se tornou, e é isso que essa nova franquia do jogo vem mostrando.

De arqueóloga à Condessa, Lara é uma das pioneiras no requisito mulheres poderosas e pode ser considerada uma lenda viva.

  • Jill Valentine (Resident Evil)
Com o visual da BSAA
Com o visual da BSAA

Jill é a musa pioneira em Resident Evil, sendo a primeira personagem feminina a viver o terror das armas biológicas. Como policial da S.T.A.R.S no primeiro game, a moça não era tão corajosa e valente como é agora. Porém Jill cresceu e evoluiu muito desde sua primeira experiência, se tornando uma das mulheres mais fodas dos jogos de ação/terror.

Após enfrentar sozinha um dos monstros mais fortes e chatos de toda a saga em Resident Evil 3: Nemesis, a expert em destrancar portas é referência em poder feminino.

  • Bayonetta (Bayonetta)
Ela é considerada a versão feminina de Dante (Devil May Cry)
Ela é considerada a versão feminina de Dante (Devil May Cry)

Impossível tocar do tema poder feminino nos jogos e não citar Bayonetta. A bruxa mais poderosa dos games veio para mostrar que uma garota também pode ser tão poderosa quanto um deus. Usando armas de vários tipos (incluindo seu próprio cabelo), Bayonetta é imbatível em combate. Extremamente sexy, seus movimentos de luta parecem uma dança.

  • Milla Maxwell (Tales of Xillia)
Protagonista de Tales of Xillia 1, a loira é coadjuvante em Xillia 2
Protagonista de Tales of Xillia 1, Milla é coadjuvante em Xillia 2

Milla é, sem dúvidas, uma das mulheres mais poderosas dentro da saga Tales of. Criada como encarnação humana de Maxwell, “Senhor dos Espíritos”, a loira é capaz de comandar os 4 espíritos elementais.

A moça possui seu próprio santuário e um criado disposto a fazer qualquer coisa por ela. Ao lado do protagonista secundário Jude, Milla busca concluir sua missão no mundo dos homens, custe o que custar.

Inicialmente de personalidade fria e egoísta, a garota acaba aprendendo a se deixar levar por suas emoções e a se preocupar com os outros.

Milla é capaz de fazer qualquer coisa para proteger seus companheiros, tornando-a assim um ser inspirador para todos os outros personagens do game, principalmente as meninas mais novas.

  • Commander Shepard (Mass Effect)
Você cria o visual da personagem
Você cria o visual da personagem

Quando se fala de mulher no comando, não tem como deixar a Commander Shepard de fora! A heroína de Mass Effect veio para o mundo dos games mostrando quem é que manda. Sua aparência depende de como o jogador preferir, mas sua personalidade, seja boa ou seja má, demonstra que não existem obstáculos para seus objetivos. Em combate, Shepard é uma estrategista nata de guerra!

Capaz de liderar sua equipe inteira, a moça sabe como impor respeito e atiçar o medo de seus inimigos.

  • Ada Wong (Resident Evil)
A espiã foi inspirada em Nikita
A espiã foi inspirada em Nikita

Já sabemos que em Resident Evil o que não falta são mulheres poderosas, mas Ada Wong está em um nível diferente. A espiã é a personagem mais enigmática da saga, causando a confusão dos jogadores sempre que aparece. Até Resident Evil 6, não se sabia se Ada era uma pessoa boa ou má, mas o game veio com uma campanha solo da morena, mostrando assim um lado mais humano da personagem.

Ada é extremamente habilidosa com armas e palavras, fazendo todos jogarem o seu jogo, sempre que precisa.

Fingir a própria morte, namorar um cara para recolher informações e destruir um clone louco (e recalcado) seu não é para qualquer uma.

  • Morrigan (Dragon Age)
Morrigan é uma bruxa transmorfa
Morrigan é uma bruxa transmorfa

Misteriosa, fria e muito poderosa, Morrigan é uma feiticeira que vive com sua mãe em uma floresta. Ninguém sabe ao certo quais são suas verdadeiras intenções, mas ela é uma aliada essencial em Dragon Age.

Ela não se importa com a opinião alheia, diz tudo o que se passa em sua mente, sem se preocupar se é algo bom ou ruim. Contrariá-la pode ser bem ruim para você, considerando que ela é capaz de virar uma aranha gigante (e horrível).

  • Faith Connors (Mirror’s Edge)
Uma heroína moderna
Uma heroína moderna

Faith Connors, a protagonista de Mirror’s Edge, é uma mulher independente e de poucas palavras. Ela domina habilidades incríveis em parkour, além de ser uma lutadora excepcional.

Em busca de justiça e liberdade, a moça luta sozinha contra o regime que domina a cidade.

Anúncios

4 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s